Digite o que você procura:

Jovem de Pirituba vai estudar medicina na Rússia

Por: Rosana Pinto - 20-09-2016

A estudante Letícia Paes Landim Pereira, de 19 anos, é um desses jovens que vai tentar realizar o sonho de conquistar o diploma de medicina na Rússia. A aluna foi aprovada no processo seletivo realizado pela Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil, que consiste na checagem de documentos e entrevistas. Caso o aluno não tenha conhecimento da língua inglesa, na qual o curso é lecionado, é preciso passar pela faculdade preparatória.
 
A estudante vai deixar a família em Pirituba para ingressar em seu primeiro curso universitário. “Desde pequenininha eu quis ser médica. Por conta de diabetes e outras coisas, ficava no hospital quando era criança e via o que os médicos faziam. Sempre quis fazer o bem e ajudar ao próximo”, conta.
 
Ter que morar longe dos familiares não foi algo facilmente aceito pelos pais de Letícia. “De primeira, eles ficaram um pouco preocupados por ser muito longe. Mas, depois, com muita conversa, eles abraçaram a ideia”, explica. E as expectativas por morar fora são grandes. “Eu espero que seja tudo muito bom, que eu me de muito bem com as aulas, faculdade e local. Tenho certeza que será”, finaliza.
 
A Rússia é um dos melhores no ranking de ensino de medicina e cerca de 80% dos alunos da Universidade Médica Estatal de Kursk passam de primeira no Revalida.
 
Baixo custo
 
Mesmo com a conversão do dólar, cursar medicina na Rússia ainda é um ótimo investimento. Isso porque o governo russo subsidia os alunos estrangeiros que vão para o país, o que diminui consideravelmente o custo do curso. O semestre lá sai por US$ 3100, incluindo hospedagem e seguro médico. Valor muito inferior ao cobrado no Brasil.
 
Fonte: www.aliancarussa.com.br . 



Buscar outras notícias:


Leia mais






É expressamente proibido a cópia ou utilização de textos ou imagens do site www.piritubaweb.com.br sem autorização por escrito.
Lei nº 9.610 de 19/02/1998