Digite o que você procura:

Piritubano assume presidência do Conselho Estadual da Comunidade Negra

Por: Rosana Pinto - 25-04-2016

O engenheiro e professor universitário Ivan Renato de Lima, nascido e criado em Pirituba, é o novo presidente do Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra (CPDCN). O governador Geraldo Alckmin empossou o novo presidente e os membros do Conselho  no dia 15 de abril, em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes.  Ivan de Lima substitui o procurador federal e membro da Ordem dos Advogados do Brasil Marco Antônio Zito Alvarenga.
 
"Hoje é uma posse da nação brasileira. Pois a nação é nossa língua, nossas religiões, nossos costumes, nossas músicas, a luta dos que já morreram, essa é a posse da verdadeira nação. Temos um grande resgate a ser feito pelas injustiças que ocorreram. Essa é uma luta de toda a sociedade, pois a injustiça cometida a uma pessoa é uma ameaça à toda sociedade", afirmou o governador.
 
Em sua fala, Ivan lembrou que o Conselho foi criado pelo então governador André Franco Montoro há 32 anos. Ele também convidou para uma reflexão do que é negro no Brasil. "O racismo no Brasil é caracterizado pela covardia", afirmou referindo-se à afirmação de Abdias do Nascimento, que foi um dos principais ativistas na luta pela igualdade racial. 
 
Ao referir-se ao período da escravidão, Ivan disse que é a marca de uma tragédia, em que os negros foram protagonistas de uma história de escravidão, dizimação, expropriação e destruição de toda sua cultura. "Quando chegou a abolição, passamos de um racismo de dominação para um racismo de exclusão. O Estado brasileiro, depois de sugar tudo durante os três ciclos econômicos (cana de açúcar, café e ouro), queria devolver os negros para África", contextualizou o novo presidente. 
 
"Não entendo por quê a nossa religião é perseguida e a nossa intelectualidade é questionada", indagou, afirmando,  que pretende realizar uma gestão de implementação. "Juntos podemos mudar isso. É hora de colocar em prática as nossas propostas prioritárias em atendimento às demandas da comunidade negra. Clamo ao excelentíssimo governador que seja nosso parceiro nesta empreitada. Que seja construída uma política de Estado que supere a discriminação e promova a igualdade racial."
 
Sobre o Conselho - O Conselho é uma instância de natureza participativa da sociedade civil que atua na preservação do patrimônio negro, na indicação e formulação de políticas afirmativas e reparação histórica, além de colaborar diretamente na promoção do bem-estar social e nos casos de discriminação e racismo, oportunizando o diálogo entre grupos historicamente desprovidos dos bens sociais e das oportunidades, daqueles que detêm os meios para a elevação da participação social, econômica e política da comunidade negra, firmando um Estado plural e de direitos. 
 
A nova composição, constituída após eleição ocorrida no dia 26 de fevereiro deste ano, terá o mandato previsto para os anos de 2016 a 2019. Entre as atribuições do Conselho estão assessorar o Poder Executivo, emitindo pareceres e acompanhando a elaboração e execução de programas do Governo, nos âmbitos federal, estadual e municipal, em questões relativas à comunidade negra, com o objetivo de defender seus direitos e interesses; desenvolver estudos, debates e pesquisas relativas à problemática da comunidade negra; sugerir ao Governador, à Assembleia Legislativa do Estado e ao Congresso Nacional, a elaboração de projetos de lei que visem assegurar e ampliar os direitos da comunidade negra e eliminar da legislação disposições discriminatórias.
 
Crédito da foto: Ciete Silvério



Buscar outras notícias:


Leia mais






É expressamente proibido a cópia ou utilização de textos ou imagens do site www.piritubaweb.com.br sem autorização por escrito.
Lei nº 9.610 de 19/02/1998