Digite o que você procura:

Zona Norte combate o tabagismo

Por: Rosana Pinto - 21-09-2015

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o cigarro mata 6 milhões de pessoas ao ano - uma morte a cada seis segundos. Caso essa tendência continue, o número de mortos pelo fumo, anualmente, poderá chegar a 8 milhões em 2030. Para alertar a população sobre esse risco, o Ambulatório de Especialidades do Tucuruvi, com o apoio da Coordenadoria Regional de Saúde Norte (CRS Norte), realizou palestras nos dias 26, 27 e 28 de agosto com o tema “O uso do narguilé e a iniciação ao fumo”.
 
Também conhecido como cachimbo d' água ou shisha ou Hookah, o narguilé vem sendo utilizado por muitos jovens. O cachimbo pode ser comparado ao uso de 100 cigarros comuns e pode trazer os mesmos malefícios.
 
Boa disposição
 
Cerca de 60 pessoas participaram das palestras. A unidade possui um grupo de antitabagismo que funciona desde 2002, sob a orientação da psicóloga Janice de Almeida Barreto. Ela orienta os pacientes a largar o fumo por meio de manuais de tratamento, medicamentos e troca de experiências. “Ao deixar de fumar o paciente recupera o paladar, melhora sua disposição, deixa de ser escravo do cigarro e, principalmente, melhora o convívio com as pessoas”, afirma a psicóloga.
 
José Arimateia de Mesquita, um dos pacientes e integrante do grupo, confirma as palavras de Janice. “Melhorei meu relacionamento com meus netos, porque eles não gostavam do cheiro do cigarro e agora que não fumo tanto, posso ficar mais com eles”, disse.
 
UBS Ilza Weltman Hutzler
 
A Unidade Básica de Saúde Ilza Weltman Hutzler é outro equipamento que organiza um trabalho importante na luta contra o fumo por meio do Grupo de Tabaco. As atividades são realizadas com auxílio de uma equipe formada por profissionais como  dentista, enfermeiros e médicos, entre outros.
 
O grupo existe desde 2012. Lá são realizadas palestras e práticas corporais ao ar livre. Elas incentivam os pacientes a seguir uma rotina mais saudável e longe do cigarro. Porém, o diferencial desse grupo é a prática do artesanato, que une a preocupação relacionada ao abando do fumo a uma prática criativa, que estimula a sensibilidade artística.
 
A paciente Maria Cecília Valio, participante de um dos grupos, é uma das beneficiadas. "O grupo de tabaco foi uma experiência maravilhosa. Fumava desde os sete anos de idade e hoje, com 57 anos, consegui parar. Havia tentado várias vezes, sem sucesso, e o grupo foi o que faltaava para eu conseguir. Hoje me sinto vitoriosa. No grupo também fiz muitas amizades, aprendi, me motivei, me emocionei e hoje me sinto feliz”, disse.
 
O grupo da UBS Ilza Weltman Hutzler reúne cerca de 60 pacientes, todas as sextas feiras, às 17 horas. Para participar basta comparecer no início do programa (até o terceiro encontro). Caso o grupo já esteja em andamento é necessário aguardar a formação do próximo.
 
 
Serviço: 
 
AE Tucuruvi
Endereço: Avenida Nova Cantareira, 1476 - Tucuruvi
Telefone: 2204-5311 / 2996-7679
UBS Ilza Weltman Hutzler
Endereço: Rua Coronel Walfrido de Carvalho, s/nº - Limão 
Telefone: 3981-3127 / 2267-3414



Buscar outras notícias:


Leia mais






É expressamente proibido a cópia ou utilização de textos ou imagens do site www.piritubaweb.com.br sem autorização por escrito.
Lei nº 9.610 de 19/02/1998